Setor financeiro – Como estruturar?

Para que sua empresa tenha um crescimento sólido e organizado é necessário que todos os setores de seu negócio estejam devidamente estruturados, independente do segmento onde atua. Claro que dependendo do seu ramo, a dinâmica da sua empresa difere de outras, mas os setores devem estar bem estruturados e alinhados para que seu negócio consiga crescer de forma sustentável.



O departamento financeiro não é diferente. Se você se preocupar apenas em estruturar o departamento comercial ou marketing, para alavancar suas vendas, ou até mesmo o de produção, sem dar a atenção necessária para o departamento financeiro, é bem provável que este aumento nas vendas que você está procurando gere um grande problema operacional, dificultando que sua empresa entregue de forma perfeita os produtos ou serviços comercializados.

A falta de estruturação no departamento financeiro gera diversos problemas em relação a venda final como dificuldade do entendimento de custos da produção, precificação, retorno de investimento, margem de contribuição, entre outros fatores.

Soluções em gestão financeira para micro e pequenas empresas. Você pode ter acesso a uma gestão financeira estruturada de uma forma acessível e sustentável para sua empresa. Confira www.valorbpo.com.br


Todos os departamentos são de extrema importância, mas o financeiro é o que gera mais dependência de todos os outros. É neste setor que é administrado o dinheiro, investimentos e riscos; e também é onde é feita as análises da empresa para entender o que pode ou não ser feito para alavancar os resultados. Para que tenha um setor financeiro ideal em sua empresa, é necessário que todas as atividades abaixo estejam sendo realizadas:

Contas a pagar - é onde os pagamentos são controlados pela empresa, desde o recebimento do documento fiscal até o efetivo pagamento e acompanhamento da saída do valor da conta bancária da sua empresa. Por exemplo fornecedores, colaboradores, impostos, entre outros.

Contas a receber - Controle de receitas geradas pela a empresa. Acompanhando a partir da venda até o recebimento do valor do cliente. Realizando também o controle dos inadimplentes.

Cobrança - Onde será feita a cobrança do cliente inadimplente para recuperação do valor devido de uma venda realizada. 

Faturamento - Responsável por gerar as informações fiscais e o envio das contas. É aqui que é feita a emissão da cobrança para os clientes juntamente com a nota fiscal.

Conciliação bancária - responsabilidade de controlar toda a movimentação da empresa, como investimento, extrato, pagamento, emissão de cheque, entre outros. O controle deve ser realizado com todo cuidado para que seja identificada toda a movimentação, desde a compra de uma caneta até mesmo o investimento em um máquina.

Planejamento financeiro - responsável por elaborar e analisar os relatórios gerenciais, principalmente fluxo de caixa, buscando uma análise da estrutura da empresa e alternativas de investimento e captação de recursos.

Para realizar esta estruturação e ter um departamento financeiro sólido e controlado é importante que o empresário tenha organização, e também qualificação técnica para os processos. Muitos optam por contratar profissionais para realizar estes processos mas hoje em dia, a contratação de um funcionário para estas funções pode ser um problema, principalmente para micro e pequenas empresas, pelo alto valor de salários, riscos trabalhistas, índice de turnover muito alto, e até mesmo a baixa qualificação técnica. 

Mas já existem empresas no mercado que possuem serviços de terceirização sob medida, onde você contrata uma empresa para realizar os processos financeiros e paga por hora necessária para operação e análise. Transformando um custo fixo alto, em um custo variável bem menor. Além de contar com profissionais com ótima qualificação técnica e experiência na área.

Para saber mais, acesse www.valorbpo.com.br

Escrito por Niklas Stenberg

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os ciclos da sua empresa e otimize o uso do capital de giro e custo de estoque

A importância do profissional de finanças nas pequenas e microempresas

Como recuperar crédito de seus clientes inadimplentes com uma boa estratégia de cobrança